Teoria X Prática – busque o equilíbrio

A história de Tamires

Tamires é formada em Serviço Social e mestranda em Movimentos Sociais e Direitos Sociais. Ingressou na universidade pública aos 19 anos. Iniciou as atividades acadêmicas com muito empenho, logo se inserindo em grupos de estudo. As horas de dedicação nos estudos garantiram a aprovação em todas as cadeiras e trabalhos de excelente nível. A estudante também produziu artigos e resenhas críticas; enquanto seus colegas de classe se dedicavam a procura do primeiro estágio. Ela ansiava pela busca do conhecimento mais do que qualquer experiência prática, por isso, decidiu que o estágio ficaria para mais tarde. No 7º período, Tamires até cogitou enviar seu currículo para alguns processos seletivos de sua área, mas bastou o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) bater à sua porta, que rapidamente se envolveu no projeto. Mais leitura, mais artigos, mais tempo na biblioteca da universidade, e eis que Tamires concluiu seu curso! Outro ciclo se iniciaria. Não precisaram muitas conversas com seus professores para optar pelo mestrado. Dois anos mais tarde, Tamires estava defendendo sua dissertação.

Ao que tudo indica, ela será uma excelente professora ou pesquisadora. Com tanta experiência acadêmica assim, tem todos os requisitos para despontar na carreira acadêmica.

Mas Tamires mudou seus planos. Decidiu que agora, com 26 anos, é o momento ideal para ir atrás de oportunidades de trabalho no mercado profissional. Só tem um problema: não está obtendo sucesso! 

teoria-pratica

Essa história nos ensina que devemos entender os riscos das nossas escolhas, uma vez que ao começarmos a traçar nossa trajetória profissional, devemos saber onde queremos chegar, e pontuar nossos objetivos. No caso da Tamires, suas decisões convergiram para o caminho de um profissional que busca se inserir na vida acadêmica, e sua falta de vivência prática está dificultando suas chances de ingressar no mercado não-acadêmico.

Enquanto consultoria, a Quest entende que durante o percurso, todo profissional muda de ideias, conceitos e objetivos, inclusive muitas delas trazem bons resultados e amadurecimento; mas é preciso buscar o foco! O que você precisa buscar hoje para estar onde você quer estar amanhã?

Na vida profissional, o preço de algumas escolhas pode ser alto: pode custar uma promoção, o emprego dos sonhos, uma bolsa de estudos na universidade, etc. Hoje, diante da cobrança do mercado por profissionais cada vez mais capacitados, alguns têm investido só em conhecimento. O conhecimento é importante e essencial, mas lembre-se: o mercado tem regras. Ele exige Conhecimentos, Habilidades e Atitudes.

A Tamires, por exemplo, está passando pela não aceitação por falta de experiência e a primeira reação é culpar o mercado por isso. Pessoas como ela precisam ponderar que o momento ideal de se adquirir experiência profissional começa antes mesmo da faculdade (através de programas como menor aprendiz) ou dentro da faculdade (como estagiário ou trainee). No processo de desenvolvimento profissional, é assim que se inicia uma carreira para abrir portas para conquistam cargos como assistente, analista, gestor.

Quando a pessoa tem muito conhecimento teórico, tende a se achar super capacitada e não aceita ofertas abaixo do seu nível, o que gera um sentimento de desvalorização, situação vivida pela Tamires.

Jorge Matos e Vânia Portela (2006) chamam pessoas com esse perfil de “teóricos”.

“Os teóricos possuem todo o conhecimento do mundo […] São verdadeiras bibliotecas ambulantes fascinados pelo saber. São os eternos estudantes. Saem de um curso para o outro armazenando teorias que dificilmente se materializarão em projetos de vida”.

“O mercado precisa de pessoas que saibam e façam com prazer e não de pessoas que somente saibam ou façam de qualquer jeito. As empresas e a sociedade estão dispostas a pagar pelo que as pessoas fazem e não simplesmente pelo que elas sabem!”.

Postado em: 19 fev 2015 com 2 Comentários e 4.171 visitas

Comentários para este post.
Quero comentar »
  • Texto muito bom, valeu a iniciativa.

    Comentário de Hugo Moura — 21 de fevereiro de 2015 @ 12:48

  • Como texto avaliativo, é super interessante mas tem suas contradições pois como se adquiri experiência se não tem a chance de começar a demonstrar na pratica todo conhecimento teórico conquistado nos banco escolares?

    Comentário de FRANCISCO BATISTA SOUZA FILHO — 3 de março de 2015 @ 11:56

Deixe um comentário

Top